Contratar Intermitente ou Terceirizado: Veja os Custos Para Sua Empresa

Empresas que tenham demandas específicas, que não justifiquem a contratação de mão de obra pelo modelo convencional, aquele do contrato por tempo indeterminado, podem contratar intermitente ou terceirizado como opção.

Desde 2017, algumas opções de trabalho foram regularizadas e ganharam espaço na legislação, é o caso da terceirização, sancionada em março/2017 e o trabalho intermitente, oficializado em julho/2017.

Na hora de contratar, algumas dúvidas pairam sobre os empregadores, uma delas é saber o que compensa mais para a empresa. Contratar intermitente ou terceirizado? Quais os custos de cada um deles? Acompanhe esse artigo e tire todas suas dúvidas. Boa leitura!

Contratar Intermitente ou Terceirizado

Quais os custos de um empregado terceirizado?

No geral, os gastos que você tem fornecendo alimentação e transporte para seus funcionários, que são contratados por tempo indeterminado, terão de ser replicados também aos terceirizados, pois a Lei 13.429 garante isso.

Contudo, algumas vantagens existem, como a responsabilidade do pagamento de salário e o vinculo empregatício desse funcionário. Esses ítens ficam por conta da empresa que presta o serviço para você. Dessa forma, custos com rescisão, por exemplo, você não tem.

Ao encerrar o contrato, não há custos com rescisão e nem nada disso. Os encargos de INSS, férias e demais direitos são pagos pela empresa prestadora de serviço, não pela sua empresa.

Existem sim, questões contratuais a serem analisadas, como por exemplo, prazo de aviso prévio para rescisão do contrato de serviços e eventuais multas relacionadas a isso.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Quais os custos do empregado intermitente?

O intermitente recebe férias, décimo terceiro e todos os direitos assegurados pela CLT, assim como o funcionário contratado por prazo indeterminado. Também não pode receber uma remuneração menor que um salário mínimo ou de outro funcionário que exerça a mesma função.

Com isso, os custos e responsabilidades de um empregado intermitente são todos da empresa. Mas então qual a melhor opção?

Contratar Intermitente ou Terceirizado: e agora?

Você deve ter pesado “terceirizado é melhor porquê não tenho responsabilidades” contudo, se pensou nisso é melhor continuar lendo. A terceirização te dá essa opção de não de responsabilizar por contratações e demissões da mão de obra do terceiro, mas você paga por essa “comodidade”.

Quando você contrata a mão de obra terceirizada você deixa de ocupar tempo de alguns setores da sua empresa, como RH ou pessoal de recrutamento e seleção e paga para usar de outro lugar. O que estamos dizendo é que, ao contratar o terceirizado, todos esses custos estão inclusos no preço.

Já no caso do intermitente, há sim a responsabilidade da empresa em todos os processos, inclusive na rescisão de um contrato, se necessário, mas esse gasto é utilizado uma única vez. Já os gastos de décimo terceiro, férias e tudo mais é feito proporcionalmente. Ou seja, você paga apenas pelo que exatamente utiliza do funcionário.

Quer saber mais sobre gestão intermitente?

Dúvidas e mais dúvidas podem surgir na hora de pensar em qual o modelo de negócio ou forma de contratação que a empresa deve seguir. Desde 2017, como dissemos, o Governo possibilitou opções a mais para a mão de obra na sua empresa.

Conheça mais sobre o Trabalho Intermitente, conheça o TIO Digital e veja como sair à frente nos negócios.

Deixar uma resposta