...

Gestão de Ponto no trabalho intermitente: por que e como fazer?

Fazer a gestão de ponto no trabalho intermitente é crucial para o contratante contabilizar o total de horas normais, extras e noturnas em cada convocação. Assim, ele calcula o salário do trabalhador da maneira correta. Por isso, o TIO te ajuda a fazer isso de forma segura e tecnológica.

Contratar trabalhadores intermitentes não é uma tarefa fácil. Afinal, tratando-se de uma modalidade de trabalho relativamente nova, repleta de detalhes e regras próprias, é comum que muitos tenham dificuldade.

Contudo, uma das melhores práticas que o empregador intermitente pode adotar é fazer uma boa gestão de ponto no trabalho intermitente. Afinal, não apenas esta é uma ação legal e determinada por lei, mas também ajuda o contratante a se organizar e evitar erros.

Quer saber como melhorar o gerenciamento de ponto no trabalho intermitente e por que você deveria se preocupar com isso? Então continue com o TIO Digital até o final e boa leitura.

gestao de ponto no trabalho intermitente
Guia completo de como fazer a melhor gestão de ponto no trabalho intermitente em 2023 — Foto: Freepik.

É obrigatório registrar ponto de trabalhador intermitente?

O registro de ponto do trabalhador intermitente é obrigatório e de responsabilidade do empregador. A prática é prevista e regulamentada pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), que traz:

Art. 74.  O horário de trabalho será anotado em registro de empregados.

§ 2º  Para os estabelecimentos com mais de 20 (vinte) trabalhadores será obrigatória a anotação da hora de entrada e de saída, em registro manual, mecânico ou eletrônico, conforme instruções expedidas pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, permitida a pré-assinalação do período de repouso.

Registro de ponto no trabalho intermitente

O registro de ponto dos funcionários intermitentes é uma prática que ajuda — e muito — os empregadores a cada convocação.

Afinal, uma vez que o pagamento dos trabalhadores intermitentes é proporcional ao total de horas trabalhadas na convocação, contabilizar as horas de trabalho normal, extras e noturnas é essencial.

Por isso, existem 3 maneiras legais de fazer o registro de ponto no trabalho intermitente:

  • Manual: o empregador oferece uma folha ou planilha de ponto para o trabalhador anotar seus horários de entrada, saída e pausas à mão, com lápis ou caneta;
  • Mecânico: no local de trabalho, há uma máquina que faz a marcação de horários no cartão de ponto do funcionário;
  • Eletrônico: a empresa conta com um software especializado que registra o ponto do trabalhador e armazena todos os registros em nuvem, além de contabilizar de forma automática todas as horas normais, extras e noturnas de trabalho.

Registrar os horários de entrada, saída e pausas intrajornada ajuda o contratante intermitente a garantir o cumprimento da jornada acordada. Ainda, é possível visualizar melhor o total de horas normais, extras e noturnas de trabalho em cada convocação.

Isso traz mais assertividade aos cálculos, o que diminui os erros por parte do empregador. Afinal, praticamente todo o pagamento do trabalhador intermitente depende da quantidade de horas trabalhadas, visto que é proporcional. Por isso, fazer o registro de ponto facilita muito esta tarefa.

Você pode se interessar:

Vantagens da gestão de ponto o trabalho intermitente

Ao fazer o controle de ponto de seu trabalhador intermitente, o contratante se depara com diversas vantagens da prática, como:

  • Acompanhamento das horas normais, extras e noturnas de trabalho;
  • Assertividade e precisão de informações;
  • Redução de erros ao analisar e contabilizar o total de horas de trabalho em cada convocação;
  • Segurança;
  • Diminuição de erros e chances de ações trabalhistas pelo não registro devido de ponto.

Por isso, o registro de ponto é um grande aliado ao contratante, o ajudando em diversos momentos e de diversas formas.

Como fazer a gestão de ponto no trabalho intermitente?

Já pensou chegar ao fim do mês e as folhas de ponto do trabalhador intermitente estarem ilegíveis? Ou pior, danificadas? E se o funcionário perder o cartão de ponto?

Essas atitudes são comuns, e prejudicam o empregador — além de colocar em risco a assertividade dos cálculos. Afinal, como contabilizar as horas de trabalho nestas situações?

Por isso, existe uma plataforma completa e especialista em registro e gestão de ponto no trabalho intermitente: o TIO Digital.

Com o TIO, seu trabalhador intermitente pode marcar os horários de entrada, pausas e saída, com reconhecimento facial e geolocalização. Assim, ao final da convocação, o contratante visualiza o total de horas e tem o valor a pagar automaticamente — sem precisar fazer cálculos.

Basta abrir o ponto no aplicativo TIO Digital e pronto, registrar o início da jornada e as horas já estarão sendo contabilizada ao longo do período de trabalho.

Gestão completa e inteligente de trabalhadores intermitentes

Com o TIO é possível você otimiza processos de convocação, controle de jornada e cálculos de pagamentos no trabalho intermitente facilmente.

Dentre as diversas funcionalidades para tornar o gerenciamento de funcionários intermitentes cada vez mais seguro, prático e inteligente, conte com:

  • Cálculos e recibos de pagamento do trabalhador;
  • Convocação de funcionários simples e eficiente;
  • Registro de ponto;
  • Planos configurados para necessidade de diversos portes de empresa e muito mais.

Conheça os planos disponíveis ou agende uma demonstração gratuita com nossos especialistas agora. Se ainda tiver alguma dúvida, entre em contato com o TIO.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Conteúdos relacionados

Seraphinite AcceleratorOptimized by Seraphinite Accelerator
Turns on site high speed to be attractive for people and search engines.