O registro de ponto no trabalho intermitente é uma ferramenta fundamental ao controle adequado da jornada de trabalho, assegurando que todas as horas trabalhadas sejam registradas adequadamente.

O registro de ponto é um instrumento de monitoramento da jornada de trabalho dos funcionários — obrigatório em algumas empresas — que pode contribuir para comprovar as horas trabalhadas, otimizar a rotina do setor de Recursos Humanos, controlar a produtividade da equipe, reduzir custos operacionais, além de diminuir o número de ações trabalhistas.

É uma ferramenta que gera segurança tanto para a empresa quanto para os colaboradores. Entretanto, quando implementada, pode gerar dúvidas. Pensando nisso, elaboramos este post para mostrar como funciona o registro de ponto, sua obrigatoriedade, vantagens e demais questões. Confira!

registro de ponto no trabalho intermitente

Quando o registro de ponto no trabalho intermitente é obrigatório?

A utilização do controle de ponto é estabelecida pela Portaria 1510/2009 e prevista na CLT em seu artigo 47. A companhia que tem até 10 funcionários não está obrigada a usar nenhum sistema de registro de ponto. No entanto, a empresa com mais de 10 empregados deve escolher por um sistema manual, mecânico ou eletrônico.

Desta forma, se em sua empresa há mais de 10 funcionários, sendo eles intermitentes ou não, é necessário o registro de ponto. Caso sua empresa não faça essa prática está sujeita a multa aplicada pelo Ministério do Trabalho.

Como funciona esse registro?

Como já foi dito, existem três tipos de registro de ponto. Caso o eletrônico seja o escolhido, a organização deverá seguir as recomendações estipuladas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (TEM) de acordo com a Portaria 1510/2009. Entenda como funciona cada um deles a seguir.

Manual

No registro manual, os empregados precisam anotar em um livro ou folha de ponto os horários de entrada e saída das suas atividades, além dos horários de saída para o almoço e retorno, hora extra e afins.

No final de cada mês, o responsável por fechar a folha de pagamentos avalia todos os registros para encontrar o valor a ser pago a cada funcionário conforme o registro manual, sendo o mais trabalhoso dos três tipos.

Teste-gratis-tio-digital

Mecânico

No registro de ponto mecânico, o colaborador usa um cartão e insere no relógio de ponto todos os dias. Nesse cartão, ficam registradas todas as informações relativas à jornada de trabalho do empregado.

Devendo o responsável pelo fechamento da folha de pagamento fazer, de forma manual, a análise dos horários de entrada e saída, banco de horas etc.

Eletrônico

Nesse tipo, existem três maneiras de registrar o ponto:

  • por meio da leitura biométrica, em que o colaborador bate o ponto com sua impressão digital;
  • via cartão de ponto, no qual o funcionário usa o crachá ou outro meio parecido;
  • por meio digital/on-line, em que o empregado pode bater o ponto via web, tablet, smartphone ou demais ferramentas, sendo a mais moderna de todas.

Leitura facial

Esse modelo de registro de ponto é um dos mais avançados atualmente, dentre todos os citados até aqui. Basicamente o colaborador se posiciona em frente à câmera, suas características faciais são reconhecidas e o ponto é registrado.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Quais são as vantagens do registro de ponto?

Quando a marcação de ponto é feita de forma correta, várias vantagens são observadas, tais como:

  • possibilidade de acompanhar as horas extras realizadas e banco de horas;
  • precisão das informações;
  • segurança e proteção dos dados;
  • eliminação da necessidade de ajuizamento de ações trabalhistas por falta de cômputo das horas laboradas;
  • redução de erros no momento da análise dos dados relativos à jornada de trabalho realizada, entre outras.

Conseguiu entender a importância do registro de ponto? Devido a sua importância, é necessário que ele seja usado corretamente pelos colaboradores e empresa.

Vamos transformar o registro de ponto na sua empresa?

O registro de ponto no trabalho intermitente é algo sério, e o empregador não pode dar bobeira, afinal, a lei é bem rígida neste aspecto e pode levar até multa no final das contas.

Com a plataforma TIO Digital o controle de ponto é via leitura facial, e como você viu uma das mais altas e seguras tecnologias, se comparado as demais. Através da leitura facial, o empregador tem certeza que toda jornada foi cumprida e não houve falhas.

O TIO Digital foi pensado para cada tipo de empresa, com isso, temos planos que se encaixam certinho no seu atual momento e nas metas de crescimento. Teste gratuitamente a plataforma TIO Digital e facilite a gestão dos trabalhadores intermitentes.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *