Dentre as opções possíveis para gestão dos trabalhadores intermitentes, a que apresenta o melhor custo-benefício são as plataformas digitais. Hoje já é possível convocar o funcionário, controlar sua jornada de trabalho e gerar recibos de pagamentos através de aplicativos específicos. Quer entender melhor como gerenciar trabalhadores intermitentes? Então você está no lugar certo.

como gerenciar trabalhadores intermitentes

Para melhorar a sua experiência no blog TIO Digital, você pode utilizar o menu a seguir para ir diretamente aos assuntos que forem de maior interesse para você. Logo, basta clicar sobre o link e você será redirecionado ao trecho escolhido.

Salário do trabalhador intermitente

Como já foi dito antes no artigo Salário do trabalhador intermitente, existe uma série de requisitos a serem cumpridos para estar regularizado no modelo de contrato intermitente.

Dentre eles, é obrigatório gerar o recibo de pagamento do funcionário. Nesta guia, deve-se constar todos os encargos que constituem o salário do empregado. Lembrando que, a emissão desta guia deve ser feita ao final de cada expediente do funcionário. Visto que, nesta modalidade, o funcionário é pago por dia trabalhado.

Neste caso, não é necessário o envio de planilhas cheia de dados para a contabilidade. É possível simplificar a emissão dos recibos de pagamento através do aplicativo TIO Digital.

Nele, além de você entender o que, quanto e para quem está pagando, você também retoma o controle das finanças do seu negócio.

[rock-convert-pdf id=”124″]

Minuta de contrato – trabalho intermitente

Outro ponto importante nesse tipo de regime trabalhista, é o contrato. Para todo trabalho intermitente contratado, deve-se estipular um acordo entre empregador e empregado sobre as funções a serem executadas, o período a de atividade tais como todas as informações acerca do serviço a ser prestado.

Para desburocratizar essa questão, elaboramos um template gratuito para o empregador. O preenchimento deste contrato simplifica o processo de contratação ao passo que também formaliza corretamente o empregado.

Dessa forma, tanto empregador quanto funcionário têm seus direitos e deverem assegurado nos termos da Lei nº 13.467.

Férias no trabalho intermitente

No que diz respeito às férias da categoria intermitente, a legislação trabalhista prevê o direito de usufruto de 30 dias de férias após 12 meses de trabalho prestado. No trabalho intermitente essa regra também se aplica.

Para o empregador que se questiona sobre como gerenciar trabalhadores intermitentes, é válido lembrar que no regime intermitente, as férias têm algumas diferenças.

Devido a remuneração diferenciada, o pagamento das férias também é afetado. Visto que o encargo para o tempo de descanso é embutido no pagamento diário ao final de cada expediente do empregado.

Assim, no recibo de pagamento do funcionário estará informado o valor em reais da remuneração correspondente às férias. Para facilitar as contas, o TIO Digital realiza os cálculos de forma automática através de artificial intelligence.

Para utilizar o serviço, você pode se cadastrar gratuitamente e testar nossa versão Premium por 6 meses.

Vantagens do trabalho intermitente

As vantagens da contratação intermitente são várias e podem ser mais ou menos evidentes a depender do tipo de negócio que você tenha. Para que as vantagens sejam potencializadas, use a mão de obra intermitente sempre que houver aumento de demanda pelo que você oferta.

Veja na lista abaixo algumas vantagens:

  1. Respaldo legal: a regulamentação do trabalho intermitente com a Reforma Trabalhista trouxe mais segurança aos empregadores para adotarem esse tipo de contrato na sua grade de funcionários.
  2. Flexibilidade de contrato: para o empregador, uma das maiores vantagens do regime intermitente é poder contar com mão de obra acessível quando for necessário. Ou seja, nos períodos onde há aumento de demanda no negócio.
  3. Variedade de funcionários: no regime intermitente, o empregado não possui vínculo exclusivo com uma só empresa, e o mesmo vale para o contratante. Assim, o empregador pode convocar qualquer empregado da sua lista de contatos, prevalecendo o mais adequado para a função a ser realizada.
  4. Redução de custos: uma das favoritas dos empregadores; a contratação do trabalho intermitente otimiza as finanças, visto que o pagamento do funcionário é feito com base nas horas trabalhadas, evitando o desperdício de recursos do negócio.
  5. Otimização de carga horária: na categoria intermitente, o pagamento do empregado é proporcional ao trabalho que ele presta. Com isso, você otimiza a carga horária, ao passo que diminui o tempo ocioso do funcionário.

Aplicativos Úteis

Além da própria plataforma do TIO Digital, sugerimos outros aplicativos úteis que certamente otimizarão o seu tempo.

As vantagens atribuídas a tecnologia móvel iniciaram uma revolução no modo como trabalhamos, cuidamos do lar e consumimos produtos, experiências e informações.

Pensando nisso, elaboramos uma lista com 10 aplicativos para um gerenciamento inteligente do seu tempo e das suas atividades, sejam elas profissionais ou domésticas. Afinal, tempo também é dinheiro.

Para se manter atualizado, nos acompanhe pelas redes sociais. Nelas, você fica por dentro dos nossos conteúdos, promoções e blogposts divulgados através das mídias.

Curta no Facebook.
Siga no Instagram.
Conecte-se no LinkedIn.


Diana Hada

Bacharel de Publicidade e Propaganda, com qualificação técnica em Assistente de Atendimento, Planejamento, Criação e Produção Publicitária no Centro Universitário Senac. Especialista em Inbound Marketing e Produção de Conteúdo para Web pela Rock Content; certificada em Redes Sociais pela Unieducar e em Comunicação Integrada de Marketing pela ESPM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *